Quem Somos

A interferência do homem no meio ambiente é crescente e progressiva.

A indústria química produz centenas de novas moléculas, com a finalidade de atender às necessidades da indústria, comércio, transporte, saúde, comunicações e outros, possibilitando a superação de obstáculos e desafios da vida moderna. Estas moléculas, que não existiam na natureza,embora consideradas impróprias para o consumo humano, inevitavelmente acabam por ser descartadas no meio ambiente, poluindo o solo e a água, e infelizmente, são detectadas no corpo de homens e animais, em suas excreções e até mesmo no leite materno. Muitas destas substâncias, de difícil degradação nos sistemas biológicos, são analisadas e classificadas como carcinogênicas, gerando ações restritivas ou proibitivas em países isolados.

Se entendemos que para uma vida saudável precisamos manter-nos livre de tóxicos que impedem o funcionamento normal do corpo e mente, logo vamos entender a importância da saúde ambiental na saúde individual, pois não é possível a vida saudável em um ambiente tóxico. Compreende-se tóxico como tudo que gera dano ao indivíduo e ao sistema a que ele pertence. Os tóxicos podem ser químicos, físicos, pensamentos, comportamentos e emoções.

De outra parte, o pragmatismo da vida moderna transformou a livre busca do alimento natural de nossos antepassados a um consumo condicionado ao sistema de fornecimento de alimentos de produção e comercialização em massa. O nosso distanciamento da natureza, sobretudo nos grandes centros urbanos, dificulta o abastecimento da totalidade de nutrientes essenciais para a manutenção da vida plena.

Embora tenhamos atingido um estilo de vida confortável e abundante, fruto de nosso trabalho extenuante, paradoxalmente, nossas células vivenciam múltiplas carências nutricionais e lixo excessivo.

Acreditamos que todas as soluções dos problemas humanos estejam na natureza, e nisso baseamos todo o nosso estudo e pesquisa.

Nossa missão é:

  1. Oferecer meios seguros, modernos, eficientes e acessíveis à manutenção das funções vitais.

  2. Otimização das funções biológicas no atendimento ás necessidade integrais do ser

  3. Compartilhar experiências bem sucedidas de forma total, irrestrita e indiscriminada.

  4. Elevação do nível de consciência individual, que valoriza o bem coletivo em detrimento do favorecimento individual,

  5. Aproximação do homem à natureza, numa relação  harmônica, não destrutiva.